domingo, 8 de novembro de 2009


Eu via tudo aquilo em que eu não podia ver , eu via o passado presente no futuro. talvez algo do passado poça estar prezo, e só o tempo pode lhe fazer se libertar, eu não poço enxergar nada além do meu caminho!
Uma longa estrada pra trilhar mil barreiras pra derrubar centenas de sonhos pra realizar, eu poço pegar minhas malas e sai sem rumo , pra um lugar qualquer . esquecer todos os poblemas e ser feliz do geito que a vida me permitir, poço sonhar , sonhar até de mais, mais quando eu acordar poço perceber que eu não sou aquele que eu pensava eu sou apenas fraco, mais um fraco que consegue forças quando menos espera! eu poço largar tudo e fazer do medo meu aliado e fazer das trevas meu céu, eu poço ser forte o suficiente pra lutar pra alcançar meus ideais' eu poço ser uma criança com atitudes de um adulto ou tanbem poço ser um adulto com atitude de uma crianças! eu poço tudo| ou talvez eu não poça é nada !

Nenhum comentário:

Postar um comentário