sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

você.

-De olhos fechados eu posso ter, ou te inventar. E nas minha canções imperfeitas vai existir um pouco de você, você será a parte que me faz sonhar, será meus parágrafos de textos apaixonados, será meus versos e minha dor, uma parte de mim ou algo que talvez um dia eu poça chamar de amor, enquanto isso chamo de sofrimento e passo a te inventar ao meu lado me abraçando ou dizendo: “-Eu te amo

Hugo.R.Dorta.

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

-De valor a seus sonhos, e lute para que dure para para sempre, de uma chance para quem ti ama, abrace seus amigos como se eles fossem durar para sempre, acredite em você, tente ser ou disfarçar feliz quando estiver triste, quando precisar chorar chore, ira te fazer bem, quando preferir não se apaixone ira te fazer mal, Pense no agora e curta os momentos ruins eles vão te fazer falta daqui alguns tempos, reclame menos e viva mais, não queira que a hora passe apenas queira viver cada segundo, ele pode ser o ultimo, e se preferir partir antes… vá mais não me leve junto. “E quando precisar estarei aqui para te abraçar ou apenas para velar o seu corpo”

Hugo.R.Dorta.

Talvez eu ainda amo você.

-O Silêncio já diz o que as palavras não são capazes de dizer, Os olhares já não são mais os mesmos, até a forma que você sorri para mim já não é mais igual a antes, estamos cegos ou ainda não entendemos, ou precisamos entender o que mudou, talvez eu ainda amo você ou eu nunca ti amei como eu amo agora.

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Quando eu era criança.

-Eu tinha sonhos e sabia que poderia realizar, eu era uma criança e ainda acreditava em heróis, meu melhor amigo era um urso chamado Taylor ele passava a maior tempo comigo! Eu me lembro do meu primeiro tombo de bicicleta e mesmo assim eu nunca desisti, eu era uma criança mais eu tinha sonhos, eu não tinha dentes perfeitos e olhar sedutor, tinha uma cara gorda e dentes tortos, mais... "eu era feliz" e é isso que importa não é.
-Assim como a meu primeiro tombo de bicicleta foi meu primeiro amor, mais deis de então jamais esqueci, não me machuquei por fora mais sofri por dentro, "e eu que acreditava na felicidade". Lembra do meu urso chamado taylor? Então... ele ficou velho mais eu ainda o guardo, lá no canto assim como o primeiro amor! Lembro que tinha sonhos, mais não sabia que seria impossível de realizar-los. Assim como quando cai de bicicleta pela primeira vez, "eu não desisti" Mais quando era criança era mais fácil, até então eu não sabia definir o que era o amor comparado com a solidão, eu tinha coragem e acreditava em heróis.


Hugo.R.Dorta.

“Remember me”


-O que quer que você faça na vida será insignificante. Mais é muito importante que você faça… Porque, Ninguém mais vai fazer! É como quando alguém entra na sua vida e metade de você diz: ” você não está preparado” Mais a outra metade diz: “Faça ela ser sua para sempre.”

Trecho do filme: “Remember me”



segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Pequenas palavras mais grande e profundos sentimentos.

Tão pequenas palavras, e tão profundos sentimentos, Bons o bastante para nos fazer chorar, simples para nos fazer sentir dor! Temos varias escolhas mais somos otários e não podemos fugir. “Seria tão fácil não saber amar, e tão complicado não poder sentir, olhar, e poder dizer I ♥ You”

domingo, 26 de dezembro de 2010

Definir esse amor.

E as primeiras gotas de chuva começam a cair lá fora, assim como minhas lágrimas caem aqui dentro, meus olhos alimentam essa dor, assim como meu coração já não mas consegue definir esse amor, não sei sentir, não sei entender, mas… eu só quero é você, na chuva ou em qualquer lugar, abraçados ou apenas do meu lado, falando baboseiras ou inventando historias para me fazer dormir.

sábado, 25 de dezembro de 2010

Preferia um abraço, ou talvez um beijo de boa noite.

-E os frutos eu vou colher, sozinho.. sem ninguém.
-Me disseram que a solidão é opção, mais você escolheria sofrer?
-Acho que preferia um abraço, ou talvez um beijo de boa noite.

Palavras não são suficientes.

-Palavras não são suficientes para explicar essa dor, é como o sangue escorrendo sobre o chão, é como uma criança que chora por ter perdido seu mais adorável brinquedo, é como um jardim após um grande temporal, é um olhar assustado em meio a multidão, é como se eu não conseguisse mais sentir meu coração, não há palavras que justifiquem essa dor.. Só preciso de silencio e de algum tempo para pensar, ou simplesmente desabafar a mim mesmo.. Não quero mais a solidão, estou enlouquecendo e não mais consigo entender, compreender, a mim mesmo.

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Recomeçar.

Nada de planos e promessas, apenas deixar acontecer, e que seja o que for e como for, não necessito de planos necessito de escolhas e atitudes. E para os sonhos uma pausa e para os obstáculos game over, é hora de recomeçar um novo ano mais não uma nova vida e sim um novo recomeço, o lá a traz não se apaga apenas se guarda e se joga fora o que sobrou. E para quem desistiu é hora de inovar, recomeçar ou até esquecer ou "tentar", e para quem perdeu talvez seja a hora de ganhar, e no novo, tudo se espera, 12 meses podem mudar a sua vida sem ao menos você perceber, assim como em apenas um dia você pode mudar toda sua historia. e para as perdas as lembranças e para a distância as fotos, e para a despedida lágrimas, e para o amanhã o hoje, e que tudo venha e seja como for, com quem for, aonde for, e toda vez que para o relógio olharmos agradecermos por poder estarmos ali, felizes ou tristes mais vivos.

Que venha 2011.
Feliz natal e um maravilhoso ano novo a todos.

Hugo.R.Dorta.

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Passado.


Preso no passado, até com as mesmas musicas que costumava ouvir, e na parede de meu quarto lembranças de um tempo bom (...)
-Andei pensando... e as vezes me perdendo nas lembranças que ando costumando a ter, já não consigo nem mais ser o mesmo de antes, até os mesmos amigos não tenho mais, ou na verdade "Não tenho mais amigos" Ou até tenho, só não quero os ver chorar quando eu partir. Só o que me resta é apenas garrafas de vodka e comprimidos diferentes para acabar com o que restou de mim, em meu quarto aquelas lembranças, ''fotos'' que me fazem relembrar de momentos que ficaram para sempre, e as lágrimas escorrem pelo chão, e a cada garrafa eu mato um pouco de mim, estou morrendo só não conseguem ver, pelo chão me esparramo sobre garrafas cheias e destroçadas, me deito sobre os vidros e faço de meu sangue a unica forma de me sentir bem, "estou só" Não pensam e não entendam só apenas se sintam em meu lugar, eu tinha 16 andava pelas ruas descalço e de qualquer jeito, tinha uma banda que dizia fazer rock hol, tinha amigos inseparáveis, para nos nunca iríamos morrer, "e eu que achava que duraria para sempre". Hoje tenho 20 não tenho mais amigos, só me restou você, mais não posso mais ti tocar, preso em seu túmolo hoje você está, te deixei o ultimo abraço sobre seu caixão, e quando você se foi levou o que restava de mim, estou indo, me espere.


Hugo.R.Dorta.

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Me deixe só.

-Não procure entender, não procure sentir, me deixe só, apenas preciso de silencio, não quero sorrir por hoje, preciso pensar, me deixe em meu quarto, apague a luz, me deixe com minhas musicas e meus poemas imperfeitos, só quero me entender ou ''tentar'', me deixe só, optei pela solidão, não quero um abraço nem frases de lição de moral, não peço que me entendam, me julguem se quiser, quero só um dia de silencio, não quero sorrir só para disfarçar, quero chorar para esquecer essa dor. ''Sou prisioneiro da minha própria carne, estou sozinho e não quero mais ninguém, me deixe ir em paz''

Hugo.R.Dorta.

domingo, 12 de dezembro de 2010

Passei a te inventar.

Só escrever o que sente, e fazer de linhas grandes argumentos para essa dor, não posso ti ter, pois passei a ti inventar! Você é o sorriso de um casal apaixonado, e a ultima gota daquela chuva que me molhou, você está em todo lugar mais só eu o vejo, e quando abro os olhos você sempre está ali, você canta em meus ouvidos para dormir, me abraça tão forte quando não estou bem, você está ali, só não consigo tocar, mais posso sentir, você, seu cheiro e o cheiro da rosa que você me trouxe de manhã, e em meu quarto, garrafas espalhadas, ontem você me embebe-dou, e me fez dizer coisas estranhas nas quais nunca imaginava dizer, você me fez sentir estranho, mais me disse que me amava, pelo menos foi o que eu imaginei, hoje você disse que tinha uma viajem e me deixou uma carta, seu perfume, e me disse em tão poucas letras:
-Passei a inventar um sonho, passei a viver sua vida, não quero ti perturbar, pois deixo o mundo para você amar, não quero ser uma invenção, quero você, mais não comigo. Seja feliz.
Ass: Sua vida.

Hugo.R.Dorta.

sábado, 11 de dezembro de 2010

Eu sou.

Não me julgue por não ser igual, Carrego a verdade aqui no olhar, no olhar (♪).

-Posso não ser tudo que quero ser, mais posso me tornar melhor a cada dia, Não sou tão bom para ganhar um guerra, mais sou bom o suficiente para lutar pelo que seja realmente meu! Não sou mal, mais posso ser, depende de você e de meu humor! Não quero fama nem dinheiro só quero o suficiente pra ser feliz, E seja como for e com quem for! Pra me conhecer é simples, para me entender que é complicado, Sou a comedia e o ódio, sou o terror e o romance, posso ser tudo mais não serei melhor pra te agradar...
-Sou assim, sou dia sou noite, sou amor sou paixão, sou o casal separado, sou o ultimo capitulo da novela, sou saudade, sou alegria, de tudo sou um pouco, e das novelas o protagonista, e dos filmes o assassino, sou a palavra contra a prova, eu sou aquele que um dia te fez sorrir e aquele que um dia você esqueceu.
Hugo R. Dorta.

domingo, 5 de dezembro de 2010

Ele.

E ele estava ali, era 2 de dezembro de 2008 eu acho, lembro que ventava muito, as folhas das arvores balançavam, avia uma igreja ali perto, o sinal tocava era 21horas, não lembro mais eu acho que era uma terça feira, ele não me conhecia, muito menos eu o conhecia, ele era alto assim como eu, e quando me olhou deixou escapar um sorriso, mais era tão lindo aquele sorriso, que acabei me descontrolando, na verdade eu não sabia o que eu estava sentindo e eu não entendia o que de mais eu via ali, foi quando mal percebi estava ao chão rolando ladeira a baixo, na hora que abri os olhos, ele estava ali, ele era diferente, diferente dos outros, eu não entendia, o que eu sentia, como se ele estivesse vindo para mudar minha vida, talvez tirar minhas duvidas ou me confundir ainda mais, e ele olhando em meus olhos deu um sorriso engraçado, e logo me perguntou:
- O que ouve?
Eu timidamente respondi:
- Escorreguei...
Começamos a rir, e ele me olhando com aqueles olhinhos pequenos, era estranho aquilo, algo me dizia que eu conhecia ele a anos, e eu já não entendia mais nada, quando deu a perceber já estávamos sentado sobre a rua, jogando conversa fora como se fôssemos velhos amigos! E ele ali tão perto de mim, olhando em meus olhos, contando historias engraçadas, me fazendo rir, me fazendo olhar para o céu e dizer que a lua estava linda, sendo que nem lua direito aquela noite tinha, quando ele se aproximou dizendo:
-Você...? ''Gaguejando''
-Eu?
E a pergunta, mal acabou e ele já estava com seus lábios quentes sobre minha boca fria, seus braços aquecendo meu corpo, ele estava me fazendo sentir único, coisa que eu nunca tinha sentido, era como eu estivesse descobrindo a parte que me faltava, descobrindo do que eu gostava, ele não era normal, era e foi quem um dia me fez feliz, e aonde talvez hoje ele está? talvez na lua, ou aquela estrela que brilha lá no seu, e ele partiu, não por que quis, e sim que precisaram dele lá em cima (...)
E todo dia, por lá eu passei, deixando rosas, e guardando seu sorriso eterno em mim...

Hugo.R.Dorta.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Passo a acreditar que tudo pode mudar

Talvez o Menino que procura ser um Homem ou um Homem que procura voltar a ser um menino(...)
-E já são tantas duvidas que algumas conseguem me deixar até confuso, e toda vez que eu fecho meus olhos consigo ir pra tão longe que as vezes esqueço até de respirar, esqueço de mim! Não sou tão forte assim como pensam, vivo cercado por duvidas, Duvidas que fazem de minha vida uma novela, talvez mexicana e com um fim trágico, já não posso dizer mais nada, estou em fase de evolução, procuro melhorar com cada erro! Talvez eu seja uma pessoa dramática ou apenas alguém que gosta de tornar alguns sentimentos em palavras.
-Passei a acreditar em mim, pra me tornar melhor, passei a perceber que não preciso de um: -Bom dia! falso, nem de um abraço, não preciso de muitos amigos, aprendi que preciso é de verdadeiras coisas, não preciso que digam que me amam, só apenas preciso que digam a verdade, passei a me cansar de falsidade e por certos momentos passei a acreditar em mais ninguém, passei a ser melhor, agindo certo e com as pessoas certas, aprendi a escolher, ou não, aprendi a escolher quem escolheu a mim, aos meus amigos, os poucos amigos, eu só digo uma coisa, os amo, não procuro receber de volta isso, a não ser que seja de verdade! Me sentir só não é se sentir abandonado é escolher pela solidão, passo a acreditar que eu posso mudar toda minha historia e estou em momento de mudanças talvez, passo a recomeçar, como tantas outras vezes que recomecei, passo a ser forte para muitos, passo a sorrir para todos, mesmo que por dentro eu estiver sofrendo eu vou aprender, vou tentar, vou conseguir disfarçar! e dizem que palavras positivas atraem coisas positivas, Enfim... Eu sou, eu vou, eu sempre, hoje, depois, amanhã, ontem ''Felicidade'' ...
Passo a acreditar que tudo pode mudar(...)



Hugo.R.Dorta

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Duvidas (...)

São tantas as duvidas, que talvez a melhor coisa é ficar esperando elas desaparecerem com o tempo, melhor não tentar do que se arrepender de ter tentado.. e toda vez que do meu lado você estiver, não vou conseguir me controlar, você é a duvida que me faz ter certeza, você é o meu castigo e me faz te desejar, você é meu pecado me faz ser pecador, e toda vez que eu fujo você consegue me encontrar, ou talvez não me encontre... talvez passei a te inventar em qualquer lugar.

domingo, 21 de novembro de 2010

Eu posso até ser feliz...

E tudo é uma questão de tempo(...)

Levando que minha hora vai chegar, a felicidade se esconde nas pequenas coisas, e tudo pode ser possivel daqui, daqui pra frente... (...) Chorando vou aprender, caindo vou levantar, eu posso ser muito mais do que podem pensar, posso ser capaz até de mudar, não o mundo, não as pessoas e sim a mim mesmo, e eu poço ser feliz só não consegui enxergar como e aonde, e pra tudo há uma solução, assim como para cada dor a um remédio talvez só falte eu encontrar o meu.

sábado, 20 de novembro de 2010

Talvez fomos felizes e não sabíamos

E quando passamos a reclamar, olhamos e percebemos que o tempo que passou foi bom, talvez fomos felizes e não sabíamos (...) Sinto falta de um certo tempo, de certos amigos, de como eu era, sinto falta de coisas, mais é daqui, daqui pra frente que devo pensar... muitas coisas estão a vir, e eu estou preparado, preparado pra mudanças.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Desabafo.

Estou na vida para aprender... Poço estar errando, falhando, mais sempre aprendendo a me conhecer melhor, hoje chorei, não por tristeza, ou algo parecido, chorei por raiva, como se eu me sentisse um lixo, mais serviu, serviu para aprender... peguei minhas coisas e parti, e agora? -As coisas vão ser diferente... aprendi.. a não ser mais tonto.

Hoje vim embora sobre as lágrimas, algo me fez chorar, foi raiva talvez, não consigo definir o que senti o que estou sentindo, como se eu estivesse caindo e caindo prestes a se chocar com o cão, mais como se eu estivesse gostando de cair, difícil é entender, difícil é se sentir apenas mias uma carta do baralho, difícil é guardar meus sentimentos, talvez ser um alguém que não seja eu.

Sim... eu choro, e aqui estou falando, ou apenas escrevendo... e a cada lágrima faz eu limpar a minha alma, felizes são aqueles que podem chorar e colocar pra fora suas pequenas coisas, seus pequenos problemas(...)


segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Você...

E você que passou a existir dentro de mim, e a cada telefonema a cada mensagem e a qualquer coisa que vêm de você me faz sentir assim ''um bobão feliz''. É como se você estivesse aqui, perto, ''Bem perto'' e eu consigo sentir seu cheiro, seus braços sobre mim, e eu consigo sentir você! E em meio a alguns obstáculos eu paço a te inventar....

domingo, 14 de novembro de 2010

Palavras qualquer (...)

-E Lá fora começa a cair as primeiras gotas de aguá, o dia está nublado, faz um pouco de frio, e eu estou aqui como sempre viajando em pensamentos, vou tão longe que as vezes nem sinto meus pés ao chão, são 15hrs50min de uma tarde de domingo, e aqui estou, eu e mais ninguém, esperando escrever algo bonito, ou apenas preencher singelas linhas, si é se pode falar assim, E com o som ligado me vêm coisas ao pensamento, coisas que querem ser passadas através de palavras qualquer, o que eu sinto agora?



-É como se algo faltasse em mim e a unica coisa que me completa fica talvez em outro plano, longe, distante, me sinto como uma criança querendo um brinquedo novo, e como um adulto querendo largar o seu emprego, Fico em duvida entre o certo e o errado, meu coração já não consegue entender essas pequenas coisas que me fazem assim, como seu eu estivesse em um caminho lindo com flores, arvores, um lindo bosque, um rio, mais em meio as arvores estivessem leões famintos, e em meio a essa paisagem não ira me restar nada! Me sinto com medo, um medo estranho, talvez de morrer sem ter ninguém ao lado, e eu queria só ser aceito! E a palavra amor que se torna cada vez mais difícil de se encontrar, e quando eu fecho os olhos eu me sinto em paz, mais eu quero paz pra mim, e todos não entendem o que sinto, só vêm eu sorrindo mais não sabem o que existe aqui dentro, um sentimento de culpa por não ter feito nada ou por ter feito a melhor escolha, mesmo dizendo que essa escolha é errada, mais enfim... eu não escolhi nada, eu fui escolhido e que mal as pessoas vêm no amor? Ser diferente não é se sentir feliz, não escolheria um caminho pelo bosque se esse caminho não me levasse a felicidade, mais felicidade talvez ela ainda poça existir, talvez longe tão longe, lá no fim, lá dentro no fundo de mim (...)


Hugo.R.Dorta.


''Eu não tenho nada para dar
Eu achei o fim perfeito
Você foi feita para machucar
Desapareça em meio à poeira
Leve-me aos braços do céu
Ilumine o caminho e me deixe ir
Leve o tempo, leve minha respiração
Eu vou terminar onde eu comecei''

sábado, 13 de novembro de 2010

Platônico.

Antes ser aquela criança que chora, do que ser aquele adulto apaixonado(...)
-E ele como sempre estava lá, longe, mais tão longe que mal eu consegui ver, mais eu sentia, e eu sabia que ele estava ali, era algo fora do normal, algo que até chegava doer, me fazia chorar como uma criança que perdeu seu melhor brinquedo, ou talvez como um adulto que não soube se apaixonar. E naquela certa distância que nos separava eu conseguia enxergar coisas que jamais conseguiria ver se não estivesse cego, e minhas palavras já se confundiam ao vento, antes se eu fosse uma criança solitária do que esse adulto abandonado. E se eu pudesse escolher eu não me apaixonaria por você, talvez eu escolheria o melhor caminho, o caminho que me fizesse enxergar claramente as coisas como são, e aonde estou e para onde eu irei, e em meio a distância de um amor platônico algo aprendemos, aprendemos a sofrer.

Hugo.R.Dorta

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Partir.

-Lentamente meu coração bate agora, e nesse ultimo suspiro eu espero o sinal da morte, e pra onde eu for por aqui eu deixarei as minhas marcas, Saudades talvez não seja a palavra certa, e durante todo esse tempo eu aprendi pequenas coisas no que hoje não fazem sentido, e quando eu sorria e fazia brincadeiras discretas todos viam o cara feliz, o cara que nunca existiu, e no meio dessa solidão irei partir deixando para traz o desejo de ter um alguém, um alguém que chore por mim!


Hugo.R.Dorta.

domingo, 7 de novembro de 2010

Desabafo.




Meu radio velho sobre aquela mesa toca as musicas que me fazem relembrar de coisas! Aqui estou, sozinho ou acompanhado da solidão, sobre o canto de um quarto quente, fazem uns 27 graus, lá fora todos estão se divertindo, namorando, e eu aqui me lamentando, talvez eu não nasci pra ser feliz, ou a minha hora ainda não chegou. E com o radio ligado eu vou indo pra longe, tão longe em pensamentos! E eu já não preciso mais falar nada, qualquer palavra será desnecessária, e a cada canção já expressa o que eu sinto. O Radio não para, o barulho está alto, tão alto que eu já não consigo mais escutar meu coração.


''Pois não dá pra encontrar
Conforto em outro lugar
Que não seja aqui
Dentro de mim, sem ninguém''

Fresno -Impossibilidades.



Hugo.R.Dorta

Aquele frio na Barriga.



E eu te vi, mesmo depois de anos, mesmo no esquecimento, ainda senti aquele frio na barriga, aquele mesmo que eu sentia quando você passava. (...)

sábado, 6 de novembro de 2010

Tão Bom é ouvir a sua voz.




Tão bom Ouvir sua voz mesmo que seja por minutos, tão bom saber que você está Bem!

-Meio tímido de falar com você, gaguejando até um pouco, sem palavras suficientes para te dizer, mais pra que tantas palavras, se o melhor é te ouvir. Deito sobre a cama e fico sonhando, me perco em suas fotos vejo cada detalhe! Fico imaginando se as coisas fossem diferentes, e a cada dia que passa me sinto mais feliz, só em saber que você existe! Pode estar longe, bem longe, mais não está tão longe assim para se distanciar do meu coração e a cada dia eu paço a te desejar mais, como se você fosse a parte que falta para poder me completar por inteiro.

E a cada ligação, a cada torpedo ou mensagem qualquer eu paço cada vez mais a acreditar, você é minha unica Exceção.

The Only Exception.


Hugo.R.Dorta.


segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Desabafo.


E eu só tento dizer que está tudo Bem! (...)
-Quando eu fecho os olhos eu consigo fujir, vou pra longe, tão longe que esqueço de mim, Queria eu viver em ilusão, pois o real não é como nos sonhos é mais complicado que os filmes de ação, não é um romance, são fatos reais envolvidos por sentimentos reais! Travo uma batalha contra mim, onde o que eu quero não é o que eu realmente desejo, é o que meu coração quer, não consigo controlar meus sentimentos e desejos, é algo carnal que me chama, me prende, me faz desejar, me atrai, me seduz! Seria fácil ser uma escolha, seria fácil se eu pudesse optar pelo certo ou pelo que dizem ser errado!
A vida é feita de escolhas, mais nem em todas podemos optar, temos que enfrentar e a cada ato vem a conseqüência! Não fazemos o mal só fazemos o que nosso coração manda.


Hugo.R.Dorta

sábado, 30 de outubro de 2010

Entender as pessoas!

-E com palavras eu consigo me expressar, soltar o que me prende aqui dentro! (...)

-Não consigo mais entender as pessoas, como eu conseguiria entender se nem eu consigo me entender, não que eu não goste de pessoas e sim elas que não entendem meu lado quieto e fechado.

Hugo.R.Dorta


sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Aqui dentro existe um alguém!


Aqui dentro existe um alguém! (...)
Um alguém sozinho e sem mais esperanças, vencido pelo cansaço e a dor, Poço parecer feliz e adoro dar risada, falo baboseiras dia todo, mais é só quando eu me entrego nas noites silenciosas que eu consigo me achar lá no fundo! Eu procuro só dar risada só disfarçar, fazer os outros rirem, mais são os verdadeiros palhaços que se sentem mais sozinhos! -As olheiras já não conseguem mais disfarçar as noites mal dormidas, e a cada dia me sinto mais sozinho mesmo estando rodiado por pessoas, como se eu estivesse caindo e a cada vez mais perto do chão, talvez eu só preciso de alguém para dizer: -Eu te amo! Ou de um abraço bem forte!
-Os mais felizes são os mais infelizes, e toda vez que eu sorrir será só para disfarçar o que existe aqui dentro, um alguém, um alguém que talvez ninguém conheça!

De olhos fechados eu tenho paz (...)

domingo, 10 de outubro de 2010

Eternamente (...)


‎-Tem pessoas que só passam por a gente, como o vento, vão...
-Mais ah pessoas que vem para nunca mais partir, não importa se estão pertas ou longes, mais estão em nossos corações bem guardadas, eternamente (...)

Hugo.R.Dorta.

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Definir o amor?

E por onde eu passei deixei um pouco de mim.(...)




-Nunca soube definir o amor, sempre achei que iria me apaixonar por um sapo que talvez um dia virasse um príncipe, um ''
belo príncipe''. Sempre fui levado pela beleza até então eu descobri que talvez eu nunca tinha amado de verdade! talvez aquele sapo que eu sonhei amar, será para sempre um ''sapo.''

Hugo.R.Dorta.

domingo, 3 de outubro de 2010

Eu não sou daqui!

-Diferente, um olhar triste abandonado, sentado sobre as escadas de uma igreja, era uma linda praça, com arvores, pessoas sorrindo, conversando! Era uma noite qualquer e lá eu estava, eu não consiga sentir realmente nada, eu nem sabia realmente o que eu fazia ali, e o por que eu ainda existia! eu não entendia ver tantas pessoas felizes ao mesmo tempo, e aqueles grupinhos todos reunidos, será que elas são todas falsas? Algumas pessoas me apontavam, riam, gritavam: -''Esquisito''. Eu eu realmente não entendia, o que eu ainda fazia ali! Eu tentei sair para ver a noite, respirar o ar, tomar um banho de lua, conversar com as estrelas, ''as unicas que me entendiam'', sentei sobre aquela escada, era somente eu e mais ninguém, talvez aquelas pessoas queriam me chamar para eu se juntar a elas, mais me chamavam de um jeito ''esquisito'', Talvez pelo meu cabelo bagunçado e meu visual assustador, eu realmente só queria ficar sozinho respirar um pouco, mais... eu sempre fui sozinho, diferente não esquisito, eu só não consiga entender as pessoas, mais elas eu sei que também não me entendiam! Talvez eu não seja daqui? Vim em ferias! E talvez aquelas pessoas não sejam real, ou estão tentando apenas aparecer e me confundir!
-Talvez eu não seja daqui (...)

Hugo.R.Dorta

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

A ultima vez!

E foi aquela a ultima vez que eu pude sorrir de verdade(...) -E eu que acreditava em palavras!
-Promessas? Ou palavras jogadas ao vento! E eu que acreditava em contos de fadas, ou talvez estava lendo romances de mais! (...)


quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Em qualquer lugar!


Uma historia um sonho, um eu e talvez um você (...)

Em qualquer lugar, em uma noite fria, pode até estar chovendo um pouco para o clima ficar bom, você se aproxima de mim como se fosse a primeira e a ultima vez, seus olhos se penetram aos meus, Poderia estar tocando uma musica de fundo talvez seria legal
''Love Is On It's Way'', Suas mãos tocam as minhas, elas estavam quentes, e aqueciam aquele imenso frio, poderia ser 21 horas de uma noite de um sábado qualquer, e como se fosse a ultima e primeira vez você poderia sorrir para mim, talvez falar algo romântico ou uma porcaria qualquer, Lá fora poderia ter um carro, suas malas, você estaria se mudando talvez por causa de um trabalho melhor, você, eu, em uma sala talvez, uma musica de fundo, uma chuvinha lá fora e muito frio, suas mãos sobre as minhas, percorrendo o meu corpo, esquentando do frio imenso, um abraço bem forte, seus lábios tocando aos meus, suas mãos percorrendo o meu corpo, você me dizendo coisas no meu ouvido, coisas lindas ou talvez besteirinhas qualquer, talvez vamos fujir comigo?
-Mais aonde você está, ainda não te vejo, será em meus sonhos, ou em qualquer esquina eu ainda poço me esbarrar, você poderia me pedir desculpa e logo partir, outro dia nos encontrar, talvez um dia até se casar (...)
Tão perto ou tão longe, em uma esquina, em uma festa, no trabalho ou em nem um lugar (...)

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

.

Um pedaço de mim distante
, um sorriso triste, um amanhecer chuvoso, um abraço sonhado, uma noite fria, um relógio na parede, um olhar (...)
Sinto falta de vocês!

Uma grande historia,
dois grandes e verdadeiros amores, talvez até eternos! (...)
-A forma como vocês me olhavam, e as vezes que eu me sentava sobre o chão só para conversar, falar coisas à toa e até grandes segredos, e eu sabia que eu não falava sozinho, vocês estavam ali, me ouviam me entendiam, me faziam rir até quando eu não tinha mais motivos! Vocês que de tão pequenas construíram e gravaram uma grande parte em mim ou talvez até a melhor parte de minha historia, eu que achava que vocês seriam eternas como até hoje eu ainda acho! Eu que era só uma criança, e lá estava eu ansioso esperando vocês chegarem, é eu ainda me lembro como se fosse ontem, de vocês dos latidos, risadas, brincadeiras, e da primeira vez que vocês foram até minha cama de manhã pularam sobre mim, lamberam meu rosto até eu me levantar, eram meu pequeno e maravilhoso despertador! O tempo passou, comigo vocês cresceram e a cada dia que passa vocês ainda continuam crescendo mais dentro de mim (...)
Às vezes me perco em meus dias, e quando eu me sento sobre o chão querendo conversar com alguém ou aliais conversar com as únicas duas coisas que me faziam viver, que conseguiam me fazer sorrir, que eu ainda podia confiar e que podiam me entender, e vocês não estão mais ali no chão, naquele canto para conversar ou pelo menos me escutar, falar alguma baboseira qualquer, talvez não estão ali mais sempre estarão eternamente em meu coração!


De tão longe mais tão perto (...).

domingo, 29 de agosto de 2010

Saudades (...)


Seu ultimo abraço, seu ultimo beijo, seu ultimo olhar mesmo de assustado, você, uma noite, uma rua estranha, muita gente! um beijo ou o primeiro, trocas de olhares, palavras de carinhos, um medo, e agora? Saudades (...)
Os últimos minutos, olhar para traz, ti ver partindo, quilômetros, coração partindo seguindo um caminho, tão longe tão perto, um ponto de ônibus, uma estrada, um lugar! você, eu! um certo tempo (...)


sábado, 21 de agosto de 2010

Você!


E toda vez que eu sentia mais eu não queria sentir, e quando eu procurava algo que eu nunca quis encontrar, e quando eu olhava no relógio eu não conseguia entender, talvez eu esperava o tempo passar ou esperava a coragem dizer, coisas que nem eu mesmo sabia, coisas que eu sempre quis entender (...) E quando eu fechava os olhos eu conseguia fujir para bem longe, de que eu realmente sentia e do que eu era ou do que eu não tentava ser!

-Vestir uma mascara, criar um autor, atuar na vida, agradar o próximo, mais esquecer de você!

-Como se fosse fácil, como se tudo fosse escrito e no final fosse só apagar, deletar uma vida, ou reescrever a sua própria, mais do seu jeito do seu modo, sem medo de ofender e desagradar alguém! Pois o que realmente importa é você, é só recomeçar mais do seu modo, ser você tirar as mascaras, não apagar o passado e sim recomeçar pensando no futuro!

-Não são as pessoas que fazem você, não é os amigos que mudam a sua opinião, não é um amor que muda sua historia! é você que cria seu destino!

Hugo R. Dorta

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Depois do fim (...)


O mesmo filme, a mesma historia mais com outros autores (...)
E eu podia sentir os últimos batimentos do meu coração, eu ouvia tudo silenciosamente, eu não sentia dor nem medo mais eu não conseguia transcrever o que eu sentia, era como se apaixonar a primeira vez ou ao mesmo sofrer sem motivos, eu me lembro que fazia muito frio o vento soprava lá fora fazendo barulhos assustadores, eu não sentia meu corpo mais eu ainda conseguia me mexer, em minha cabeça imagens, fotos, sorrisos! Como se em alguns minutos minha vida toda passa-se por minha cabeça, como se ali fosse meus últimos minutos! Eu me lembro dos primeiros passos e da primeira vez que aprendi a andar sozinho, me lembro daquela bicicleta verde com rodinhas, daquele primeiro tombo, do primeiro dia na escolinha com aquela mochila azul e aquela linda lancheira que eu tanto amava, lembro do primeiro emprego, do primeiro beijo, do primeiro amor, daquele sorriso, aquele que eu jamais esqueceria, do seu olhar, da sua boca! (...)
- Como se alguns segundos minha historia virasse um filme e eu estava ali assistindo, vendo meu erros, minhas vitorias, minhas indecisões, minhas escolhas! talvez era o ponto final, ou o começo para uma nova vida! (...)
-Outras vidas, outras pessoas, mesmo sentimentos! Outra historia! Outro autor, outra personalidade, outro eu dentro de um novo você! outro amor, ou talvez o mesmo e eterno coração (...)
Hugo R. Dorta




sábado, 7 de agosto de 2010

O Tempo passou (...) Talvez tudo mudou, talvez as coisas mudaram (...)

-Minhas palavras, suspiros, solidão, se escondia a traz de um rosto que demonstrava uma felicidade do tipo falsa, daquelas que só queria agradar o próximo! Mais eu sempre achei que meus problemas sempre fossem ‘’só meus problemas’’ Eu nunca quis incomodar ninguém com o que eu sentia ou pensava a respeito sobre certas situações! Eu sempre tive a minha opinião mais nunca fiz questão de opinar, na minha vida fiz vários amigos nos quais a maioria acabou tornando simples inimigos, talvez pelo meu modo estranho de viver! Em meu caminho eu aprendi a fazer varias escolhas nos quais algumas mudaram minha historia totalmente, como se eu pegasse um livro rasgasse todas as paginas e tentasse concertar! Às vezes eu lembro de minha infância das partes felizes e da parte que eu comecei a ter certas duvidas! Eu sempre fui diferente, mais eu sempre me achei igual, mais sempre me importei em saber o que os outros pensam a respeito, eu nunca me importei com o que eu penso com o que deve ser melhor para mim! Eu sempre fui sendo o que diziam que era certo, mais eu nunca fui o que eu queria ser, mais com o tempo eu me completei e acho que consegui mudar em certos aspectos nessa jornada de minha vida, fui aprendendo com meus erros! Hoje me sinto como se estivesse em uma balança balançando com uma corda preste a se soltar, sinto como se a qualquer momento eu poça esborrachar ao chão, mais sinto que através daquele tombo eu vou me levantar, que em cada passo eu vou me fortalecer, eu vou ter uma nova visão de vida, não serei para sempre o velho Hugo, Talvez algumas coisas irão mudar daqui para sempre, assim como antes eu me preocupava muito com a visão do próximo hoje eu me preocupo cada vez menos, eu acho que o importante é ser feliz, independente como, ou com quem, ou a onde! O que importa que cada um tem a sua vida e todos sabemos o que fazemos a partir do momento que aprendemos a entender e raciocinar as coisas!
Hugo R. Dorta.

sábado, 24 de julho de 2010

E lá estava eu (...)

E lá estava eu, naquele lugar aonde eu pensava ser o ultimo lugar que eu queria parar. Eu não queria, Eu quero é fujir! Uns felizes outros tristes esse é o dilema que me perturba! No lugar errado na hora errada com a pessoa errada!Sinto sua falta mais não entendo, eu quero entender, desculpa? desculpar o que? Eu só queria um tempo, um tempo para pensar ou talvez um tempo eterno para nunca mais voltar (...)
Eu sinto sua falta, mesmo vendo você olhando torto para mim, mesmo sabendo que você não gosta mais de mim! Eu só queria que um dia você me entendesse, ou pelo menos tentasse me entender! O tempo bom passou e eu guardo em minha memória só as partes boas, eu, você, nós, a gente, sentados na praçinha rindo, rindo alto, falando mal do povinho, tomando banho de chuva, se divertindo na sorveteria, do tipo comer até passar mal! eu sinto sua falta, momentos bons ficam eternamente em nossas memórias! todo o tempo que passei a teu lado foi muito especial, foi o suficiente para aprender a entender que as coisas mudam o tempo todo,
e nem sempre podemos agradar a todos que amamos (...)

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Eu lembro (...)

Como em um dia triste, como em uma noite mal dormida! (...)
-Lembro de quando eu dizia coisas que não queria e logo me arrependia, lembro das nossas conversas, discussões e palavras de carinho, eu lembro de quando eu falava e você me escutava e das vezes que eu tentava falar e você não me ouvia! Passei dias sem dormir, passei horas tentando entender, até parei de comer! Foi tudo tão rápido que eu não me dei conta o quanto eu sofri, Mais eu fui aprendendo, que o amor só rouba o seu tempo, que o outro não precisa só de você, que o significado da palavra sofrer tinha alguma coisa a ver com a palavra amor, eu aprendi que nada é para sempre e que tudo pode ser simplesmente inesquecível, tudo tem sua parte boa, mais tudo que é bom tem um fim! e o meu eu quero que seja inesquecível (...)

domingo, 11 de julho de 2010

Seguir em frente (...)


Seguir em frente (...)

-Eu como sempre fui seguindo meu caminho, fui cortando e costurando a cidade, na minha cabeça não avia nada, eu só queria curtir o momento bom! Mais eu me perguntava o que eu estava sentindo, eu não entendia o motivo de tanta felicidade, mais eu gostava de sentir aquela sensação! Ligo meu celular, coloco aquela musica boa, vou andando seguindo ao um rumo, nem sei pra onde vou nem sei se vou voltar, mais sei que aqui eu descobri que é meu lugar! Parece que vai chover mais se chover quero me molhar com a chuva, quero esquecer o passado e começar do presente, e em cada gota que me molhar seja mais um dia feliz, e se eu me resfriar não me importo, só quero curtir esse momento! ser feliz só por estar vivo!


-Vou viver momentos, vou curtir o tempo, vou brincar com o relógio, vou crescer com a vida, vou aprender errando, vou sorrir chorando! vou acordar de bom humor, vou xingar quando der vontade, vou ler quando quiser, vou beber quando me der na telha, vou comer até passar mal, eu vou ser feliz! eu acho que eu poço, eu devo!
momentos são congelados em fotos, mais momentos bons são guardados no coração!


domingo, 27 de junho de 2010

Se tudo tem um fim o meu será inesquecível (...)

Eu estava lá no mesmo lugar onde sempre costumava estar, estava frio e eu tinha a certa impressão que todos me olhavam!


-E lá estava eu, minha mochila, meu caderno com meus versos imperfeitos, versos nos quais eu escrevia só pra botar pra fora o que eu guardava aqui dentro! versos nos quais raramente eu não falava coisa com coisa, Tentava apenas me expressar com palavras, pois somente as palavras me entendiam! Transmitia sentimentos na folha de um pequeno e amassado caderno! Eu nunca fui o cara cheio de amigos e nunca tive a tal perfeita amizade, tudo sempre foi rápido e passageiro, meu único amigo atualmente eram minhas palavras, meus versos imperfeitos, meu caderno e minha falsa felicidade! E quando alguém passava e me perguntava: - tudo bem? Eu simplesmente dava aquele sorriso só pra fingi que estava tudo bem, Nunca gostei de incomodar os outros com meus problemas, sempre me fechei e me guardei no meu pequeno sofrimento! Eu sempre tentei transmitir pra mim mesmo o que eu sentia o que eu guardava em meu peito, sempre quis levar minhas dores, nunca quis descarregar em um pobre coitado! e quando eu morrer? Ninguém sentira minha falta mais meus versos inperfeitos iram comigo, eu sei a solidão é o pior castigo! Meu caderno ficara velhinho mais amassado que o normal as folhas começaram sumir assim como meu corpo, e quando ele chegar a ultima pagina? (...).
-E eu aqui comecei a escrever nesse caderno como se fosse a ultima vez, era apenas a ultima pagina! Peguei o lápis mais claro, meus sentimentos mais profundos, minhas dores mais atuais! E no final, na ultima letra, pego minha borracha e apagarei letra por letra como se estivesse apagando minhas dores, e no final rasgarei a folha guardarei meu caderno no lugar mais alto da casa e deixarei no esquecimento, Pois eu vou mudar e toda vez que me sentir aqui sozinho vou alembrar que solidão existe só pra quem quer!
Se tudo tem um fim o meu será inesquecível (...).

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Tudo muda!

É Só acreditar, tudo pode mudar (...)

-Você nunca vai ser o mesmo para sempre as coisas mudam o tempo todo, e temos que aprender a mudar com as mudanças! Nada será igual a antes e nada vai ser igual pra sempre, os gostos mudam as opiniões também, as coisas saem do lugar, amores vêm e vão, o tempo passa, Dias tristes vêm, dias felizes também, dias de conquistas e de derrotas, é só aprender, aprender a viver!