domingo, 24 de janeiro de 2010


A Chuva lá fora cai, e com ela leva aquilo que um dia aqui esteve. Na minha cama me deito e com meu travesseiro macio tento esquecer as marcas que em mim você deixou! Olho pra fora aquele friozinho e aquele barulhinho de chuva me invade com uma força tão grande que me faz lembrar dos momentos, daqueles momentos que você falava baixinho em meu ouvido e me fazia-me tão bem! A noite vai passar a chuva vai parar e com ela as coisas iram se partir, como em uma lagrima que molha o travesseiro como se a minha alma estivesse podendo respirar colocando aquelas coisas pra fora, aquelas coisas que por algum tempo aqui esteve. Vou seguir eu vou brincar, brincar de aprender e o tempo vai me fazer, fazer aprender aquelas coisas que um dia me fez chorar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário