sexta-feira, 23 de abril de 2010

Eu estava Lá Sozinho.

Eu estava lá sozinho, como se não houvesse ninguém em minha vida, por dentro avia tantas feridas e nem uma poderia se curar se perto de mim você não chegasse! Talvez, você fosse a minha cura e a única pessoa que poderia me tirar dali, se entregue ao ponto de sumir sem deixar pistas se ainda eu poderia estar vivo! Derrotado ao ponto de desaparecer (...) Havia solidão dentro daquele coração que dizia que me amava, eu sei que fui fraco ao ponto de me afundar e deixar o tempo acabar com o que aos poucos eu construí. Medo é coisa de fraco mais só os mais fracos conseguem aprender a amar.

Por dias eu ali estive, esperando você vir, nem se fosse apenas pra dizer Adeus! Mais a cura das minhas feridas não foi você, foi o tempo e meu único amigo foi meu melhor Deus...

2 comentários:

  1. Gostei da sua maneiira de escrever... vou te seguiir

    ResponderExcluir
  2. Lindo quando diz que "só os mais fracos conseguem aprender amar" - é exatamente isso, é uma espécie de busca pela existência e maturidade em meio aos erros...afinal, o ser humano aprende quando está fragilizado...e, assim, consegue alçar voos mais altos!

    e amar? amar é divino...é o que todos nós buscamos.

    ResponderExcluir