terça-feira, 25 de maio de 2010

Te esperar !


Eu vou te esperar (...).
- Onde eu olho está você, onde estou sinto sua presença, quando Fecho os olhos é você que eu vejo, você esta em toda parte, deis do meu amanhecer até a eternidade, até nas ultimas batidas do meu coração você vai estar, e quando eu achar que é o fim é lá que eu vou te encontrar (...)
Nas noites frias você que vem me aquecer, e quando estou sozinho é você que me faz Campânia, eu consigo sentir sua presença! Eu te espero mesmo que seja pra sempre! Ps.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Voltar dos sonhos!

Era uma vez, Fim (...) Sonhar mais um dia acordar (...)
Aquela rua estava igual a antes deis da ultima vez que havia voltado ali, até aquela casa estava do mesmo jeito até a mesma cor, e aquela arvore que eu cresci do lado dela ainda continuava ali! Eu só estava voltando e saindo dos meus sonhos, talvez estivesse acordando de um sono profundo que consumiu minha alma! Eu já não sabia dizer em que planeta estava eu não conseguia entender pra onde eu fui eu não entendia o que eu estava fazendo ali! Mais eu sabia que meu lugar era junto ao teu, mais você onde que você está? Talvez longe o suficiente, ou perto o bastante pra eu dizer que em meu coração você está pra sempre! E Toda vez que eu fechar meus olhos eu vou te ver, e quando eu me sentir sozinho e você que vai estar em meu lado.
- Vou te esperar, Nos meus sonhos ou na minha vida! ps. Pra sempre

segunda-feira, 17 de maio de 2010

O Tempo!

Se o tempo pudesse voltar eu ia saber dar mais valor, nas coisas que hoje eu sinto falta! Se aquele relógio branco pendurado naquela parede estivesse em minhas mãos eu poderia brincar de tempo, pegar os ponteiros e voltar horas e horas para poder tentar concertar os meus erros e apagar os meus defeitos e fraquezas!
-E se essa brincadeira realmente funcionasse eu não estaria aqui sentado nesse banco pensando no amanha e com vergonha do ontem, não estaria de olhos naqueles ponteiros! Talvez eu errei o suficiente pra saber que eu estava errado ou talvez eu nunca errei, ou na verdade eu nunca consegui aceitar os meus defeitos! Eu nunca consegui lutar contra minhas fraquezas! É se realmente eu pudesse voltar Hoje eu não estaria aqui! Talvez ao lado de alguém, ou sentado em uma praça vendo os pássaros, rindo com amigos em algum lugar qualquer. Eu poderia estar em todos os lugares.
- Me lembro das vezes que deixava de fazer por medo, e das vezes que fazia por curiosidade, das horas em que eu dizia não mais dentro de mim dizia sim, me lembro de quando deixava de tentar e me arrependia, mais me lembro de quando eu fazia e me arrependia mesmo assim, era tudo tão igual e curioso que eu não sabia nem diferenciar felicidade de tristeza eu estava confuso eu precisava de tempo eu precisava brincar de tempo eu não vivia! Hoje não poço brincar com o tempo, mais poço fazer dele dias melhores! E em cada segundo vou me lembrar que fui fraco e essas fraquezas só me ensinaram a ser quem eu sou e aprender a entender que aquele relógio pode ser conseqüência do ontem mais pode ser a alegria do amanha, Hoje sentado aqui consegui entender que realmente o tempo passou, e minha vida nunca foi minha, Eu acho que eu vivi a sua vida e esqueci de ser eu, Mais eu poço concertar meus defeitos eu poço deixar de ser fraco eu poço ser forte eu poço ser eu!
- Estou indo embora! Que ainda tenho muito tempo para aproveitar o que eu deixei para traz, já que eu não posso fazer o tempo voltar, vou lá fazer ele seguir em frente para ir rumo a um novo destino! A minha vida (...)

domingo, 16 de maio de 2010

Aprendi a dizer Não !



Eu tinha motivos pra dizer não
! E foi aquele não, que foi o único motivo pra me deixar assim! -Como se tudo fosse terminar em menos de alguns segundos, coração quis parar meus pés queriam fugir e a cada passo eu não sentia o que eu realmente queria sentir! Você ainda estava ali mais eu não poderia ficar ali para sempre!
-Eu tive que aprender a caminhar e saber diferenciar o que há muito tempo não conseguia entender, eu nunca fui (
eu) o suficiente para fazer o que eu realmente gosto para aprender o que eu quero, para sorrir do que eu acho graça, para amar quem me de amor, para dizer (não) quando realmente é necessário! Eu sempre fui te seguindo eu ria das suas brincadeiras sem graça eu vivia aprendendo o que eu não queria aprender, e quando eu dizia:
- Eu te amo! Você me olhava nos olhos friamente: - Também!
Como se você estivesse sendo forçado a dizer! Mais estou partindo, se um dia eu voltar será só pra dizer:

-
Eu amei você!


domingo, 9 de maio de 2010

Partir (...)


-Apenas a roupa do corpo e outro traje qualquer guardado em minha mochila rasgada, Apenas o que de fato seja realmente meu eu estou levando! Não quero as lembranças me acompanhando, até as fotos eu fiz questão de queimar, dou o primeiro passo como se pela primeira vez eu estivesse aprendendo a andar, a andar sozinho! Olho lentamente para traz, Sinto um vento gelado bater sobre meu rosto, o dia estava nublado eu sentia medo, mais eu tentava ser forte, dali eu olhava para traz!

-Eu só estava deixando 19 anos para traz, ao rumo de uma nova historia, queria traçar minhas próprias linhas desenhando e escrevendo meu destino lentamente, construir uma historia com minhas próprias mãos, ali eu estava cheio de medo e esperança de uma nova vida, com apenas um pouco de dinheiro no bolso o suficiente para pagar minha viajem e me manter por apenas um mês! A cada passo eu sentia a liberdade, fui andando lentamente que aos poucos sumiu aquela imagem de minha visão, aquela casa simples que deixei para traz sem o menos me despedir de ninguém, talvez um dia eles vão entender, talvez era aquela a ultima vez que eu estive ali, Não queria levar comigo as lembranças mais meu coração fez questão de me fazer lembrar de tudo! E quando eu era criança vocês ali me ensinando andar de bicicleta, da vez que me colocaram no ponto de ônibus pela primeira vez para ir para a escolinha! Mais eu precisei partir talvez eu cresci e muita coisa realmente mudou eu não era mais aquela criança cheia de sonhos e sim aquele adolescente cheio de problemas, aqueles problemas que pra vocês eram problemas, eu nunca fui a criança mais feliz, eu sempre tive as melhores notas, eu sempre precisei de amigos mais o tempo me tirou alguns, eu sempre tentei ao Maximo agradar vocês, eu até tentei fugir de mim mesmo só pra ver vocês felizes, e Hoje são exatamente 19:56 minutos daqui 4 minutos o ônibus ira passar e esse talvez seja meus últimos minutos, sentirei saudades, mais ao mesmo tempo tentarei apagar a dor, eu sei que assim vai ser melhor(...)

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Saudades (...)


Saudade daquilo que eu nunca tive! Medo de perder aquilo que eu não sei! Me embaralho no tempo e me perdo com o medo de perder, Me confundo com palavras, eu não falo inglês mais aprendi a dizer eu te amo! Tentar fugir e a cada fuga me perder mais e mais, se sentir sozinho mesmo não estando, viajar no pensamento, dar voltas e voltar ao começo! Tentar tirar a própria vida mais se lembrar que ainda á uma chance, a chance de viver, só estar feliz por estar vivo, sozinho e desiludido, Talvez eu até não esteja tão sozinho mais a maior presença seja você! Tentar fazer com que os outros entendam o que ainda ninguém conseguiu entender, o meu eu é tão diferente do seu você, alguém me entende? Ninguém! Sou de fases, meu bom humor vai e volta! Meu coração eu sempre o rasgo mais sempre eu o remendo conforme o tempo, sozinho ao ponto de tentar sumir, talvez eu suma, mais sentirei falta do que ainda não tive! Vou sentar apagar a luz acender quatro velas em circulo e sentar ao meio delas e falar sozinho a noite toda, talvez isso alivie a dor, talvez cada vela tenha um significado que talvez só o eu loco saiba! Deitar sobre a cama com o cobertor todo sobre a cara fechando os olhos e imaginado as coisas de outra forma, viajando nos pensamentos, dormir sonhar mais acordar e a realidade machuca, eu fujo e fujo mais sempre estou no mesmo lugar.
Eu sou diferente mais não sou estranho! Pegue na minha mão ela ta suando, segure forte vamos fugir daqui!