domingo, 27 de junho de 2010

Se tudo tem um fim o meu será inesquecível (...)

Eu estava lá no mesmo lugar onde sempre costumava estar, estava frio e eu tinha a certa impressão que todos me olhavam!


-E lá estava eu, minha mochila, meu caderno com meus versos imperfeitos, versos nos quais eu escrevia só pra botar pra fora o que eu guardava aqui dentro! versos nos quais raramente eu não falava coisa com coisa, Tentava apenas me expressar com palavras, pois somente as palavras me entendiam! Transmitia sentimentos na folha de um pequeno e amassado caderno! Eu nunca fui o cara cheio de amigos e nunca tive a tal perfeita amizade, tudo sempre foi rápido e passageiro, meu único amigo atualmente eram minhas palavras, meus versos imperfeitos, meu caderno e minha falsa felicidade! E quando alguém passava e me perguntava: - tudo bem? Eu simplesmente dava aquele sorriso só pra fingi que estava tudo bem, Nunca gostei de incomodar os outros com meus problemas, sempre me fechei e me guardei no meu pequeno sofrimento! Eu sempre tentei transmitir pra mim mesmo o que eu sentia o que eu guardava em meu peito, sempre quis levar minhas dores, nunca quis descarregar em um pobre coitado! e quando eu morrer? Ninguém sentira minha falta mais meus versos inperfeitos iram comigo, eu sei a solidão é o pior castigo! Meu caderno ficara velhinho mais amassado que o normal as folhas começaram sumir assim como meu corpo, e quando ele chegar a ultima pagina? (...).
-E eu aqui comecei a escrever nesse caderno como se fosse a ultima vez, era apenas a ultima pagina! Peguei o lápis mais claro, meus sentimentos mais profundos, minhas dores mais atuais! E no final, na ultima letra, pego minha borracha e apagarei letra por letra como se estivesse apagando minhas dores, e no final rasgarei a folha guardarei meu caderno no lugar mais alto da casa e deixarei no esquecimento, Pois eu vou mudar e toda vez que me sentir aqui sozinho vou alembrar que solidão existe só pra quem quer!
Se tudo tem um fim o meu será inesquecível (...).

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Tudo muda!

É Só acreditar, tudo pode mudar (...)

-Você nunca vai ser o mesmo para sempre as coisas mudam o tempo todo, e temos que aprender a mudar com as mudanças! Nada será igual a antes e nada vai ser igual pra sempre, os gostos mudam as opiniões também, as coisas saem do lugar, amores vêm e vão, o tempo passa, Dias tristes vêm, dias felizes também, dias de conquistas e de derrotas, é só aprender, aprender a viver!