domingo, 5 de dezembro de 2010

Ele.

E ele estava ali, era 2 de dezembro de 2008 eu acho, lembro que ventava muito, as folhas das arvores balançavam, avia uma igreja ali perto, o sinal tocava era 21horas, não lembro mais eu acho que era uma terça feira, ele não me conhecia, muito menos eu o conhecia, ele era alto assim como eu, e quando me olhou deixou escapar um sorriso, mais era tão lindo aquele sorriso, que acabei me descontrolando, na verdade eu não sabia o que eu estava sentindo e eu não entendia o que de mais eu via ali, foi quando mal percebi estava ao chão rolando ladeira a baixo, na hora que abri os olhos, ele estava ali, ele era diferente, diferente dos outros, eu não entendia, o que eu sentia, como se ele estivesse vindo para mudar minha vida, talvez tirar minhas duvidas ou me confundir ainda mais, e ele olhando em meus olhos deu um sorriso engraçado, e logo me perguntou:
- O que ouve?
Eu timidamente respondi:
- Escorreguei...
Começamos a rir, e ele me olhando com aqueles olhinhos pequenos, era estranho aquilo, algo me dizia que eu conhecia ele a anos, e eu já não entendia mais nada, quando deu a perceber já estávamos sentado sobre a rua, jogando conversa fora como se fôssemos velhos amigos! E ele ali tão perto de mim, olhando em meus olhos, contando historias engraçadas, me fazendo rir, me fazendo olhar para o céu e dizer que a lua estava linda, sendo que nem lua direito aquela noite tinha, quando ele se aproximou dizendo:
-Você...? ''Gaguejando''
-Eu?
E a pergunta, mal acabou e ele já estava com seus lábios quentes sobre minha boca fria, seus braços aquecendo meu corpo, ele estava me fazendo sentir único, coisa que eu nunca tinha sentido, era como eu estivesse descobrindo a parte que me faltava, descobrindo do que eu gostava, ele não era normal, era e foi quem um dia me fez feliz, e aonde talvez hoje ele está? talvez na lua, ou aquela estrela que brilha lá no seu, e ele partiu, não por que quis, e sim que precisaram dele lá em cima (...)
E todo dia, por lá eu passei, deixando rosas, e guardando seu sorriso eterno em mim...

Hugo.R.Dorta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário