terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Passado.


Preso no passado, até com as mesmas musicas que costumava ouvir, e na parede de meu quarto lembranças de um tempo bom (...)
-Andei pensando... e as vezes me perdendo nas lembranças que ando costumando a ter, já não consigo nem mais ser o mesmo de antes, até os mesmos amigos não tenho mais, ou na verdade "Não tenho mais amigos" Ou até tenho, só não quero os ver chorar quando eu partir. Só o que me resta é apenas garrafas de vodka e comprimidos diferentes para acabar com o que restou de mim, em meu quarto aquelas lembranças, ''fotos'' que me fazem relembrar de momentos que ficaram para sempre, e as lágrimas escorrem pelo chão, e a cada garrafa eu mato um pouco de mim, estou morrendo só não conseguem ver, pelo chão me esparramo sobre garrafas cheias e destroçadas, me deito sobre os vidros e faço de meu sangue a unica forma de me sentir bem, "estou só" Não pensam e não entendam só apenas se sintam em meu lugar, eu tinha 16 andava pelas ruas descalço e de qualquer jeito, tinha uma banda que dizia fazer rock hol, tinha amigos inseparáveis, para nos nunca iríamos morrer, "e eu que achava que duraria para sempre". Hoje tenho 20 não tenho mais amigos, só me restou você, mais não posso mais ti tocar, preso em seu túmolo hoje você está, te deixei o ultimo abraço sobre seu caixão, e quando você se foi levou o que restava de mim, estou indo, me espere.


Hugo.R.Dorta.

Um comentário:

  1. Uowww que triste... mas ainda assim, um relato de alguém q desiste... e, eu discordo... mesmo nas dificuldades, eu sou a favor de ao menos "tentar" ^^

    ResponderExcluir