quarta-feira, 2 de março de 2011

Meus minutos.

"E quanto mais o tempo passa menos eu entendo as pessoas"

20:38 minutos, mais uma noite qualquer, faz um pouco de frio e chove lá fora, um silêncio no meu quarto, apenas uma musica de fundo e bem baixa, estou sozinho, logo quero dormir, dormindo eu não sinto dor, a dor da decepção e do medo, e por mais que eu seja forte por fora sou tão frágil e tão inseguro por dentro. Olho pela janela, vejo a rua vazia e sem ninguém, todos se escondem da chuva, enquanto eu se escondo de mim mesmo, e são tantas as vezes que me pergunto quem eu sou? as estrelas não respondem o céu me abandona, e tudo parece tão escuro e sem cor as vezes, e por mais que eu seja estranho, diferente e sozinho menos eu entendo as pessoas, talvez o problema não seja eu, e sim algo por trás de mim, como seu eu não fosse eu o suficiente para lutar pelo que eu gosto, como se meu maior medo ainda fosse andar de bicicleta e meu único sonho fosse ganhar uma bicicleta, não faço questão que me entendam mas as pessoas não conseguem ouvir sem antes julgar, fácil é dizer, difícil é sentir.
Já são 21:01 minuto, a chuva já cai suas ultimas gotas fazendo um barulho pelo telhado, me sinto fraco, não por fora e sim por dentro, mais quem nunca se sentiu assim, e quem nunca teve duvidas.
-Me sinto tão só.



Hugo.R.Dorta.




2 comentários:

  1. Então, vivemos procurando respostas e quando achamos que encontramos a vida trata de fazer novas perguntas!

    Hugo, as vzs é dificil nos mesmo nos entendermos quanto mais as pessoas... por dentro gritamos demais e por isso ninguem pode nos ouvir, a melhor coisa eh nos perdermos no nosso infinito particular!

    ResponderExcluir
  2. Chocolate quente é bom pra amenizar solidão... abraço demorado também.... então, sinta-se abraçado, por meia-hora, pelo menos... é o que posso fazer, o resto é com o chocolate... ^_^

    ResponderExcluir