sábado, 23 de abril de 2011

Vêm me buscar...


-Eu abri os olhos e pela primeira vez enxerguei o mundo, era tudo estranho, varias pessoas de branco me olhavam, eu tinha tanto medo e não podia fujir eu ainda não sabia andar, minhas pernas eram pequenas e frágeis, eu era tão pequeno que cabia na palma de uma mão (...)
-Na verdade o que está acontecendo? Por que todos estão me perseguindo e me olhando, será que eu sou tão diferente assim, posso voltar de onde eu sai? Estou com medo, não me deixe aqui sozinho...
" Será que eu vou ficar aqui sozinho para sempre? vêm me buscar... "
Hugo.R.Dorta

sábado, 16 de abril de 2011

"Tentando esquecer"

-Posso falar?
-Acho que você ainda mexe comigo, e toda vez que vejo você é a mesma coisa que me matar aos poucos, é como se você fosse aquela peça do quebra cabeça perdida no qual nem quero mais procurar! Sabe qual é a sensação de morrer aos poucos? É a mesma de não saber o que se está sentindo, É eu não sei, mas acho que você sabe como é me fazer se sentir assim, ou talvez não saiba o mal que me faz, talvez eu seja mais um bobo qualquer com problemas psicológicos mas não, sou apenas mais um que errou o caminho, pensando em encontrar um sapo que virasse um príncipe foi onde encontrei um príncipe que virou um sapo, que ao em vez de me fazer beija-lo me fez tentar esquecer-lo, mas ainda estou tentando, pensei que tinha conseguido.


quinta-feira, 7 de abril de 2011

Levarei todos na bagagem.


Foram quase 3 anos, lembro daquele nervosismo todo, minhas pernas tremiam e eu quase nem falava, minha timidez sempre foi minha pior inimiga e me impedia de muitas coisas, hoje me deparo como eu mudei e as coisas que eram tão difíceis se tornam tão faceis, talvez eu tenha amadurecido um pouco ou apenas aprendido com algumas lições, agora estou aqui como um bobo qualquer confuso e com medo do amanhã! E comigo levo as melhores lembranças na bagagem, levo as risadas as brincadeiras e levo todos vocês comigo no meu coração (...)
-Sou apenas mais um dramático que chora as escondidas e senti falta do que um dia reclamou, mas acho que estou fazendo o que realmente é melhor para mim, tive que escolher entre um futuro melhor ou uma vida inteira igual, em quase 3 anos aprendi muita coisa e pretendo levar tudo comigo e sempre buscar aprender cada vez mais, é triste despedidas, os abraços são tão bons, não eu não vou morrer, só estou saindo de um emprego para outro, mas não vai ser igual, mas nada dura pra sempre, e como dizem: "Só dura o tempo suficiente para ser inesquecível".
-Sim, confesso, estou chorando, e tenho motivos suficientes para estar muito feliz, acho que só tenho a agradecer a Deus por cada dia, pois só anda acontecendo coisas boas, mas a cada escolha a sua conseqüência, a despedida talvez é uma delas, isso anda doendo, anda me deixando confuso, mas Deus sabe o que faz e minha vida está sobre seus braços...

"Que seja como for, mas seja"


Hugo.R.Dorta.

sábado, 2 de abril de 2011

Meu 1 Beijo.

E com as mãos sobre meus ombros ele sussurrou:
-Você é lindo.
Eu timidamente sem saber a onde olhar, com aquela sensação de insegurança eu disse:
-Você também.
Então ele deu aquele sorriso torto meio de lado, olhou em volta e me encarou com os olhos penetrantes e castanhos claros que jamais esqueci, pegou em minha cintura e me beijou como se eu fosse a ultima pessoa de sua vida, e ali foi o meu primeiro beijo.
Eram cartas, mensagens, telefonemas, juras, promessas, trocas de e-mails mas eu achava que era para sempre! Me Lembro bem daquela noite tão esperada, fazia muito frio e ventava um pouco, o céu tinha poucas estrelas, a lua mal aparecia sobre as nuvens, lembro que estava muito ansioso e com medo de talvez ele não gostar de mim, ou eu não ser tudo aquilo que ele esperava, eu não era perfeito assim como ele imaginava!
Era como se ele não existisse e sim me fizesse existir por apenas uma noite, e durante dias me matasse pouco a pouco! E meu telefone ficou apenas em sua agenda e a esperança era de me ligar apenas para dizer coisas qualquer, ou tipo: "Eu sinto sua falta", Mas não, ele já estava com outro, aquele outro que ele disse largar por mim, talvez eu não exista e ele foi apenas a minha imaginação, e por sinal a mais bela, e sobre meu colo ele adormeceu.

"E ele me esqueceu aos poucos, assim como um livro eu fui a ultima pagina de apenas mais um capitulo de sua vida."



Hugo. R.Dorta