domingo, 22 de maio de 2011

Tenho medo do amor.

     
    E ali eu estava, olhando e admirando seu rosto todo desenhado, seu nariz e sua sobrancelha fazem um desenho fantástico, a sua boca se destaca em meio a barba, como ela é linda, seus olhos são tão claros, mas são tão escuros também, não consigo definir de tão belo, e quando você me olha eu sinto coisas estranhas, eu não quero sentir isso, por que toda vez eu fico igual, para mim amar já se tornou o único motivo para sofrer, melhor eu fechar os olhos e tapar os ouvidos, não quero chorar de novo, não por alguém, tenho medo do amor.  
    Ontem sonhei com você, você me olhava nos olhos e me falava coisas no ouvido, você me excitava, e adorava ver eu daquele jeito, suas mãos eram tão quentes, você deitava sobre mim naquele chão, me fazia rolar e delirar. Era um lugar tão lindo, tinha arvores, um sombra tão boa, flores, um rio enorme e uma linda cachoeira, lindos pássaros voando e brincando sobre as arvores, e ali era só eu e você, você dizia que me amava e jurava ficar comigo para sempre, foi ali onde tudo aconteceu, mas foi um sonho, e acabou. 
      E agora quando eu te vejo é como se tudo tivesse sido real, você foi um sonho, ou pode continuar a ser, não me olha desse jeito, não quero ser mais um, não quero mais uma vez me apaixonar pela pessoa errada, apague a luz, quero dormir, pelo menos em meus sonhos eu tenho alguém real, como nos contos de fadas e nos romances, você está lá. 
"E de olhos fechados eu consigo ir tão longe, me leva com você, não me deixa aqui, a lucidez dói." 

(Hugo Roberto Dorta)

2 comentários:

  1. Pq ter medo do amor? Lembrei-me de uma canção que diz 'que o medo de amar é o medo de ser livre', será?
    Obg pela visita...acompanho sempre vc pelo face, vc é uma presença constante!
    Bj*

    ResponderExcluir