sábado, 27 de agosto de 2011

Me sinto bem, sozinho.



Eu já não tinha as mesmas palavras comigo, até meu modo de pensar já tinha se tornado outro, talvez descobri o que realmente sou e que quero pra mim, ou não, ainda tenho muitas duvidas e uma vida inteira pra pensar.
 -Lá fora existe um céu, sorrisos, lágrimas, amor, ódio, escolhas e duvidas,  me lembro que eu sentia prazer em olhar as estrelas e vivia me imaginando sentado ali, velhinho, ao lado de alguém, isso me dava paz, mas foram tantas as curvas e pisas que a vida me deu que a unica coisa que chego a imaginar é eu e mais ninguém, triste é pensar assim quando se tem medo, e se eu dissesse que isso poderia ser uma opção e que meu único medo não seria ficar só, e sim viver uma mentira, e é de mentiras que falo, já enganei muito meu coração, já me enganei comigo mesmo, já chorei querendo rir, já ri querendo chorar, disse coisas que não queria, já disse "eu te amo" e dias depois não olhei mais na cara, já fiz de tudo, pois eu queria algo, eu queria apenas alguém, e foi no meio de tudo isso que passei a descobrir que o alguém que eu tanto procurava era eu mesmo, e era dentro de mim, e lá dentro estavam todas as respostas, todas que eu procurava saber, no final todos nós somos sozinhos. 

Hugo Dorta.