segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Passado

Quantas vezes vou ter que dizer, revirar, e voltar a dizer tudo sobre o mesmo capitulo, a mesma historia, no qual eu sempre digo: -Sinto falta do passado.

domingo, 27 de novembro de 2011

Continuar...


 Ando pouco escrevendo, talvez por não ter o que falar ou não ter o tempo suficiente para colocar os meus sentimentos para fora, já não digo mais aquelas mesmas coisas do coração que eu tanto falava, acho que ando aprendendo a balançar de acordo com a minha balança, tão lento vou pegando o impulso e saindo do chão, com força  e dedicação lá vou eu cada vez mais alto e distante do que me fazia sofrer, posso dizer que hoje estou aprendendo a ser feliz, e mesmo feliz é claro que as vezes tropeço entre as minhas próprias pernas e me perco sobre o chão vazio e frio, é claro que eu tenho medo e sinto aquela vontade de largar tudo e sair correndo, mas quem é que nunca caiu ou se sentiu mal e teve vontade de sumir? então...
Pra o caminho da felicidade existe as quedas, a balança também quebra, assim como o coração tantas vezes passa por reformas, posso dizer que estou em reformas depois de tanto tempo fechado pra balanço, hoje posso dizer: -Vou continuar mesmo que todos desistam de mim.

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Você.


"Poderia falar mil coisas, escrever linhas, parágrafos e poemas de amor imensos, mas não, todas as palavras já não conseguem transmitir o que eu sinto, é como se você fosse a minha vida e eu ainda não tivesse percebido."



(Hugo Roberto Dorta)